in

Coronavírus: energia não pode mais ser cortada por falta de pagamento

Fotomontagem: Bruno Avila/Jus Brasil
Publicidade

Em meio ao surto da doença Covid-19, causada pelo novo coronavírus, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) proibiu que companhias cortem a energia por falta de pagamentos. A medida foi tomada por conta de uma crise que deve se instaurar para os brasileiros nas próximas semanas.

A medida será válida pelos próximos 90 dias para residências rurais, urbanas, incluindo consumidores de baixa renda, e serviços considerados essenciais, como assistências médicas e hospitalares. Muitas pessoas deixam de trabalhar neste período, então podem quitar seus débitos após o período de três meses.

Após 90 dias, os débitos vencidos terão que ser pagos normalmente. A medida, entretanto, não evita que as companhias cobrem os débitos vencidos e nem que haja negativação dos inadimplentes em cadastros de créditos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Também é possível que as distribuidores de energia elétrica suspendam temporariamente o atendimento presencial e o envio de cartas. Uma opção para este momento pode ser o envio de faturas por e-mails ou quaisquer outras plataformas digitais.

Dória toma medidas para São Paulo

O governador do Estado de São Paulo, João Dória, já havia tomado uma medida parecida para sua região governada. Dória pediu para à Aneel e a todas as concessionárias do estado garantirem o fornecimento de energia elétrica aos consumidores de baixa renda.

Além disso, Dória também fez uma parceria com a Comgás, para que a empresa não interrompesse o fornecimento de gás encanados para consumidores comerciais, residenciais, unidades de saúde do estado e hospitais. As medidas foram elogiadas pelos eleitores.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Bruno Avila

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: [email protected]