in

Justiça do Rio toma decisão sobre cultos de igreja de Silas Malafaia e causa polêmica

Veja
Publicidade

Autoridades estão alertando há dias de que é preciso evitar aglomerações, por isso as pessoas devem ficar em casa para que assim reduza o número de infectados com o novo coronavírus. Shows estão sendo cancelados, comércio segue fechado e supermercados permitem que somente um número reduzido de clientes entre de cada vez para as compras.

As missas e cultos religiosos também estão suspensos para evitar aglomerações de pessoas, mas Silas Malafaia discorda. Porém, a Justiça do Rio de Janeiro decidiu proibir os cultos da igreja evangélica liderada por ele, conforme informou o MP fluminense.

Importante ressaltar que esta já é a segunda vez que tentam proibir os cultos de Malafia. Na primeira vez a Justiça não tinha autorizado a paralisação das celebrações, mas agora o cerco está fechando.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Silas Malafaia chegou a convocar os fiéis para irem aos templos rezar e fazer uma corrente contra o novo coronavírus, o que acabou gerando grande polêmica, pois médicos e especialistas alertam para o imediato isolamento social, sendo que cada um é responsável por ajudar no combate à covid-19.

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), obteve decisão com a determinação para que a Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) e o pastor Silas Malafaia deixem de realizar cultos em suas respectivas igrejas“, informou o comunicado divulgado pelo MP.

Se a medida for descumprida, a multa diária é de R$ 10 mil, sendo que o Estado e também o município do Rio deverão fiscalizar para que a decisão seja cumprida.

Publicidade
Publicidade
Russel

Escrito por Russel

Sempre ligado a tudo que acontece no Brasil e no mundo, estou sempre trazendo as últimas notícias sobre o mundo dos famosos, reality shows, filmes, músicas, novelas e programas de televisão de um modo geral. Aqui você ficará sempre muito bem informado. Se quiser entrar em contato, fique à vontade: [email protected]