in

Homem vende ‘cura do coronavírus’ por WhatsApp e sofre duro castigo

PCMG/Divulgação / Wikipédia
Publicidade

Nesta segunda-feira, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu um homem em flagrante na cidade de Ipanema, que fica na região do Rio Doce. O suspeito tem 38 anos e foi apreendido após ter sido flagrado vendendo a “cura do novo coronavírus“, como ele mesmo denominava o medicamento pelas redes sociais.

O rapaz vendia o medicamento com o nome de “Imunotex Plus” por R$ 30,00. As vendas eram feitas pelas redes sociais e pelo aplicativo de mensagens WhatsApp. O suspeito estava divulgando intensivamente o produto nas redes sociais, sempre postando junto ao link de compra.

A Polícia Civil fez buscas na casa do rapaz e encontrou uma grande quantidade de produtos embalados, que provavelmente já estavam prontos para comercialização.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Na residência, também foram encontradas garrafas com produtos para serem ensacados, algumas embalagens vazias, rótulos, comprovantes de postagens nos Correios, plantas, dinheiro, impressora, computador e muitas outras coisas.

O rapaz também havia escrito no rótulo dos medicamentos que os conteúdos dentro das embalagens eram capazes de combater doenças como HIV, pneumonia, gripe, herpes e malária. A recomendação do suspeito era uma dosagem de 20 gotas em uma dose determinada de água. O medicamento deveria ser ingerido de oito em oito horas.

O rapaz deve ser indicado por alguns crimes, dentre eles o de falsificação, adulteração ou alteração de um produto que seria utilizado para fins terapêuticos ou medicinais e o crime de corrupção. Vale frisar que ainda não foi encontrada uma cura para a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Publicidade
Publicidade
Bruno Avila

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: [email protected]