in

Coronavírus: essas meninas estão vendendo biscoitos para ajudar funcionários de hospitais

R7
Publicidade

O coronavírus está causando um rastro de pânico ao redor do planeta, foram confirmados mais de 280 mil casos na manhã deste sábado (21). No Brasil esse número subiu para 977 casos confirmados e 11 óbitos.

Assim como no Brasil, algumas pessoas ao redor do mundo estão fazendo alguns serviços comunitários. Um exemplo disso são três meninas que moram em Virginia Beach, nos Estados Unidos, e que encontraram uma maneira de ajudar funcionários dos hospitais em meio a essa pandemia do coronavírus.

Elas são irmãs e escoteiras, frequentemente armam barraquinhas para vender biscoitos em frente aos grandes supermercados da redondeza. Porém, agora elas precisam ficar dentro de casa e então foi necessário inovar a forma de vender os seus produtos já conhecidos pelo bairro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

“O nosso inventário tinha cerca de 600 caixas! Comecei a pesquisar on-line e através de alguns grupos de escoteiras no Facebook descobri que algumas pessoas já tinham vendido através da rede social. Adorei a ideia e comecei a conversar sobre possibilidades semelhantes com as garotas”, disse Kacey Farrell, mãe de Sulvie, de 14 anos de idade, Julia, de 9, e Piper, de 6 anos.

Por meio de um vídeo que foi divulgado nas redes sociais as meninas informam que há 600 caixas para vender, sendo assim elas convidam as pessoas a comprar seus biscoitos que custam 4 dólares cada um, posteriormente esses biscoitos serão entregues para os enfermeiros e médicos que trabalham nos hospitais, bem como seus assistentes.

A publicação das meninas foi um verdadeiro sucesso, o vídeo já foi compartilhado milhares de vezes recebendo muitos comentários de apoio de pessoas querendo ajuda-las neste ato inspirador.

Publicidade
Publicidade
Nado News

Escrito por Nado News

Sou formado em Sistemas de Informação com pós-graduação em Gerenciamento de Projetos em T.I. Além de atuar como programador há 8 anos, trabalho também como redator há cerca de 3 anos, o que fez despertar uma nova paixão. Tanto que, atualmente, sou graduando em Letras - Português e Inglês. Escrevo sobre tudo o que envolve o mundo do entretenimento, além de falar sobre esportes e as principais notícias do dia a dia. Pode entrar em contato comigo através do e-mail [email protected] .