in

Abandonada bebê, adotada e preconceito: o passado da Thelma do BBB é de cortar o coração

TV Globo
Publicidade

A participante Thelma, do BBB20, tem ganho grande destaque nos últimos dias, ao ter uma voz destoante da ‘comunidade hippie” do programa. O que pouca gente conhece é o passado de Thelma. A médica foi adotada quando tinha apenas três dias de vida. No entanto, ela descobriu a adoção da pior forma possível, através de uma ligação anônima. 

Uma pessoa, que jamais se identificou, contou para Thelma que seus pais não eram biológicos. Essa informação bombástica não impediu que ela trilhasse o sonho de ser médica, sendo a única negra a se formar de sua turma. 

Thelma sempre quis ser médica, mas sua família adotiva não tinha condições de bancar esses estudos. No entanto, a participante do Big Brother Brasil foi à luta. Estudando noite e dia, ela acabou conseguindo uma bolsa de 100% em uma universidade particular, podendo então cursar a área que tanto sonhou.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mas quem disse que as dificuldades de Thelma haviam acabado? Morando em uma pensão, Thelminha, como é chamada dentro da casa, tinha que se manter com apenas R$ 300 por mês. Denis, atual marido dela, entrou em sua vida e fez questão de ajudá-la nessa jornada. Mesmo sendo mecânico e tendo uma vida simples, ele ia cortando os próprios gastos para poder ajudá-la a pagar as contas. 

Já formada, Thelma ainda foi alvo de muito preconceito. “Estavam todas uniformizadas e o uniforme delas era bem característico. Aí eu estou lá, escolhendo e uma pessoa chega e fala: ‘moça, você pega isso aqui para mim’. ‘eu não trabalho aqui, a funcionária está ali’. Aí teve uma hora que eu respondi uma mulher e dois minutos depois o marido dela me perguntou. Aí você acha que é o quê?”, disse ela já dentro da casa do Big Brother.

Publicidade
Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.