Coronavírus: Itália tem recorde mundial de 475 mortos em 24 horas; situação é alarmante

Leia também

Paulinho Gogó está fora de A Praça é Nossa: ‘Nunca chorei tanto na vida’

Humorista Paulinho Gogó confirmou que não é mais contratado da emissora de Silvio Santos.

Fim do confinamento em Wuhan, primeiro epicentro do novo coronavírus

Moradores poderão sair da cidade, mas precisam levar um smartphone com um aplicativo que tem informações sobre a saúde deles.

Aos 8 anos, Davi Lucca, filho de Neymar tem doença séria revelada

Carol Dantas, ex de Neymar, revelou como tem sido a mudança na rotina de Davi Lucca.

Vidente Carlinhos revela a verdadeira razão de possível queda de Bolsonaro na presidência

Em novo vídeo, o vidente Carlinhos comenta sobre a queda de Jair Bolsonaro na presidência.
Russel
Sempre ligado a tudo que acontece no Brasil e no mundo, estou sempre trazendo as últimas notícias sobre o mundo dos famosos, reality shows, filmes, músicas, novelas e programas de televisão de um modo geral. Aqui você ficará sempre muito bem informado. Se quiser entrar em contato, fique à vontade: russelmy@yahoo.com.br
Publicidade

Nesta quarta-feira (18), a Itália informou que 475 pessoas morreram em apenas 24 horas devido ao covid-19, doença causada pelo novo coronavírus e que continua fazendo vítimas pelo mundo todo. Até o momento este é o maior número de mortes registradas em um país em um só dia desde que começou esta pandemia.

Agora o número de mortes na Itália subiu para 2.978, um aumento de quase 20%, sendo este o maior salto desde que o novo coronavírus foi detectado naquele país. O número de casos italianos já passa dos 35 mil, um aumento de 13,35%, segundo a Agência de Proteção Civil.

Publicidade

O jornal inglês The Telegraph informou ter descoberto um documento onde mostraria que a Itália tem intenção de parar com o atendimento dos pacientes com idade acima dos 80 anos ou que apresentem péssimas condições de saúde.

Publicidade

Esse documento pode ter sido preparado pelo Departamento de Defesa Civil do Piemonte e informa que o coronavírus continua avançando e pode chegar a um ponto que o sistema não consiga mais atender a todos.

Publicidade

A boa notícia em meio a tudo isso é que na Itália, após uma semana de isolamento forçado, o número de novos casos apresenta uma ligeira queda e isso pode indicar que o país finalmente volte a ter esperança. Cerca de 200 mil já foram contaminados no mundo todo e milhares já morreram.

No Brasil a meta é não deixar que por aqui aconteça o mesmo que na Itália, mas para isso a população precisa se conscientizar rapidamente, evitar aglomerações e ficar em casa o máximo possível, saindo apenas para o que for extremamente necessário.