in

Coronavírus: mercados já limitam produtos ao consumidor em regiões do Brasil

R7
Publicidade

O coronavírus tem mudado os hábitos de muitos brasileiros. Organizações garantem que não há risco de desabastecimento nesse momento, mas alguns mercados já tem tomado outras atitudes por conta própria, limitando a compra de alguns produtos por clientes. A medida ocorre, justamente, para evitar um possível desabastecimento, ainda que momentâneo. 

Isso porque alguns supermercados viram um aumento repentino de vendas e as chamadas gôndulas (os locais onde os produtos ficam) acabam ficando constantemente desabastecidas e sendo repostas por funcionários. Mesmo com a contratação de alguns funcionários, visando não prejudicar os consumidores, alguns mercados estipulam que cada cliente pode levar até X itens de um mesmo produto.

Em Pinheiros, São Paulo, por exemplo, a rede Pão de Açúcar estipulou a venda de 3 quilos de feijão para cada cliente. A quantidade, no geral, costuma ser suficiente para uma família de quatro pessoas sobreviver até um mês. Estocar alimentos como esse por muito tempo podem acabar estragando-lo. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

“A rede Pão de Açúcar está atuando junto a toda cadeia de valor para manter a agilidade do abastecimento, trabalhando na máxima capacidade para que os (as) clientes possam comprar o que precisar, quando precisar e pelo canal que escolher”, diz a rede de mercados ao falar sobre o assunto. 

As autoridades garantem que não é hora de sair correndo desesperadamente para os mercados. Até mesmo em países onde a doença vive o seu ápice, como a Itália, mercados e farmácias continuam abertos.

Publicidade
Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.