Como foi a morte do primeiro brasileiro com coronavírus; ele se foi sem saber

Leia também

Após cortes em Fina Estampa, Aguinaldo Silva diz que novela fica melhor: ‘mais intensa’

A história de Griselda (Lilia Cabral) será adiantada em Fina Estampa, fazendo com que a trama termine mais rápido.

Mulher é dada como morta, mas após a cremação descobrem que ela estava viva

A jovem, de apenas 24 anos, era estudante e seu caso surpreendeu a muitos.

Mel Maia é criticada por vídeo ousado e dá resposta avassaladora

Mel Maia rebateu um seguidor em seu perfil no Twitter, que fez uma comparação com MC Melody.

Menina suja de sangue bate na porta de desconhecido e revela: ‘meus pais estão mortos’

A criança precisou passar por grandes barreiras até conseguir a ajuda que precisava.
Bruno Avila
Redator de futebol e política desde 2016. Hoje um dos profissionais mais lidos da 1News.
Publicidade

Um porteiro aposentado de 62 anos faleceu no bairro Paraíso, na Zona Sul de São Paulo. O idoso foi registrado como a primeira vítima fatal brasileira do coronavírus. O seu caso comoveu todos os brasileiros, pois assim o estado de alerta no país acende ainda mais.

O idoso não sabia o que tinha causado aquele estado grave em sua saúde. Foi constatado que o homem tinha diabetes e hipertensão, porém a gripe suspeita foi totalmente inesperada.

Publicidade

No dia 10 de março, o porteiro aposentado começou a ter sintomas de um resfriado. No dia 14, o idoso teve que se internar, pois o estado havia se agravado muito. No Hospital Sancta Maggiori, foi registrada uma pneumonia repentina, porém não era isso.

Publicidade

Nesta segunda-feira, 16 de março, de forma super rápida, o idoso veio a óbito. O que mais surpreende é que o senhor ficou apenas seis dias com sintomas do vírus e acabou falecendo. Ele morreu sem saber que estava com o novo coronavírus. Apenas após a morte foi constatada a doença no senhor e divulgada para todo país.

Publicidade

O idoso era super apegado com sua família, formada por uma maioria de idosos. O porteiro mantinha contato com seu pai, de 83 anos, sua mãe de 81, seu irmão de 61, e suas duas irmãs, respectivamente de 60 e 55 anos.

Antes da morte, o primeiro brasileiro que foi vítima do coronavírus teve contato com seus familiares. Até o momento, somente a mãe e uma das irmãs dele apresentaram sintomas e estão internadas até que saia o resultado do teste para o covid-19. As duas estão no grupo de risco, por conta da idade.