in

Em função do coronavírus, Trump tomará ação realizada apenas duas vezes desde 1960

Reprodução Twitter @realDonaldTrump
Publicidade

Em meio à pandemia do coronavírus, Donald Trump deverá declarar uma emergência nacional para acelerar a resposta à crescente crise.

Isso implica em invocar a Lei Stafford, que faz com que mais recursos do governo federal seja destinado aos estados e municípios.

Os senadores democratas solicitaram essa lei e também outras declarações de desastre, que, de acordo com eles, irá liberar cerca de US$ 42 bilhões do Fundo de Ajuda em Desastres americano.

Publicidade

Inicialmente, Donald Trump desconsiderou a gravidade do coronavírus e chegou a dizer que o governo tinha o surto sob controle. E acredita-se que essa liberação seja uma mudança do presidente na forma de encarar tal situação.

Publicidade

Nos Estados Unidos, são mais de 1.700 casos confirmados, com 41 mortes, até esta sexta-feira, 13. O estado americano de Kansas reportou o primeiro óbito devido ao vírus na quinta-feira, 12, de acordo com a governadora Laura Kelly.

Essa declaração de Trump implica que os estados solicitem uma verba significativa a mais para despesas que incluem, mas não se limitam, exames médicos, equipes de emergência, suprimentos médicos, vacinas, segurança para hospitais e instalações médicas.

Apenas em duas ocasiões na história, desde 1960, tais recursos foram liberados para ameaça à saúde pública.

Essa declaração de sexta-feira, 13, vem depois que uma análise do USA Today afirmar que os Estados Unidos ficarão sem leitos nos hospitais caso mais casos se confirmem.

Publicidade
Flávio M.

Escrito por Flávio M.

Empreendedor, apaixonado por tecnologia, inovação e esportes.