in

Globo toma medida drástica e demite responsáveis por ‘caso Suzy’

Fotomontagem: Bruno Avila / Reprodução TV Globo
Publicidade

A Rede Globo de Televisão marcou uma ‘mancha’ em sua história. O médico Dráuzio Varella conduziu uma reportagem, pelo Fantástico, em que mostrava a vida de transsexuais na prisão. Uma detenta, chamada Suzy, comoveu o público ao dizer que não recebia visitas há oito anos.

O que foi descoberto depois é que Suzy tinha sido autora de um crime bárbaro, contra uma criança de 9 anos, a quem ela abusou, matou e ocultou o cadáver. Condenada há mais de 30 anos de prisão, Suzy foi entrevistada pela Rede Globo e, com a comoção geral, começou a receber cartas e ajudas financeiras.

Entretanto, o público se revoltou ao descobrir a verdadeira história da transsexual. Na reportagem, era dito que a maioria das trans presas se enquadravam em crimes de “roubos e furtos“. Dráuzio diz ter acreditado que Suzy estava nessa estatística.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

William Bonner, no Jornal Nacional, pediu desculpas em nome da TV Globo. Dráuzio também se redimiu. Contudo, mesmo assim, a Globo iniciou à caça as bruxas e foi confirmado, pelo portal do R7, que cerca de cinco demissões acontecerão na emissora carioca.

Os responsáveis pelo ‘caso Suzy’ devem, imediatamente, deixarem a emissora, por um “erro jornalístico“. Os ‘tubarões’ da TV Globo acreditam que a reportagem comoveu o público, sem revelar o crime bárbaro da detenta.

Além das demissões dos prováveis produtores da matéria, Dráuzio Varella também deve ser afastado do Fantástico. O médico é conceituado no meio do entretenimento, mas acabou sendo muito criticado, mesmo que tenha se desculpado.

Publicidade
Publicidade
Bruno Avila

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: [email protected]