in

‘Criminoso cruel e narcisista, disposto a tudo’: o ataque que o goleiro Bruno não esperava

Metrópoles
Publicidade

Um dos criminosos mais conhecidos do país é Bruno Fernandes. Ele era goleiro do Flamengo, quando foi preso acusado de matar a então amante, a atriz erótica Eliza Samúdio. Não demorou muito para que Bruno fosse condenado pelo crime, que incluiu detalhes para estômago forte. Mesmo assim, Bruno tenta retornar à carreira esportiva em meio às críticas pelo o que fez no passado.

Discutia-se, inclusive, que o crime cometido por ele iria virar uma série na TV Globo. No entanto, em meio à uma semana caótica, após a péssima repercussão do Caso Suzy (trans abraçada pelo Drauzio Varella), a Globo decidiu cancelar a produção da série.

Quem comemorou a decisão foi  a autora Glória Perez, que perdeu uma filha assassinada na década de 1990. A atriz Daniella Perez foi morta pelo colega de elenco da novela De Corpo e Alma, o ator Guilherme de Pádua. “Não podemos dar palco para o goleiro Bruno”, disse a autora de novela como O Clone e Salve Jorge sobre a decisão da Globo em não continuar com a série.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

“Aplaudo a decisão. Bruno é um criminoso cruel e narcisista, disposto a tudo para resgatar a posição de ídolo. Dar-lhe palco é ajudá-lo nisso, é propiciar que seja chamado a vários programas de TV para vender-se como goleiro, vitimizar-se e opinar sobre a escolha do elenco”, disse Glória Perez sobre a situação.

Lembrando que especulava-se que quem viveria Eliza Samúdio na televisão seria a atriz Vanessa Giácomo. Ela, inclusive, interessou-se em tentar convencer a Globo a fazer o produto, que muito antes de entrar em produção criou polêmica.

Publicidade
Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.