in

Cadáveres se acumulam dentro de casas por coronavírus: ‘A Itália nos abandonou’

EXTRA
Publicidade

Nesta quarta-feira, 11 de março, a Organização Mundial da Saúde (OMS) tornou o Coronavírus classificado como uma pandemia. Alguns países já vivem um verdadeiro cenário de terror. A Itália, por exemplo, já teve mais de 600 mortos e ficará em quarentena até, pelo menos, o dia 3 de abril.

Com a quarentena, muitos serviços básicos deixaram de funcionar no país e outros ficaram deficitários. Um deles é a remoção de corpos. Não faltam casos de pessoas que foram obrigadas a manterem os cadáveres de seus parentes mortos por Coronavírus dentro de suas residências.

Uma mulher, por exemplo, ficou com o corpo do marido 36 horas jogado no chão da sala. Nem mesmo os militares quiseram entrar no local, temendo o risco de pegar o Coronavírus. O homem, após esse período, foi enfim recolhido por um necrotério que tem autorização para fazer enterros de pacientes que tinham a Covid-19. Nesse caso específico, a vítima será enterrada com um caixão feito de zinco.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Outro que ficou confinado com o corpo de um parente foi o ator Luca Franzese. A irmã dele, Teresa Franzese, de 47 anos, morreu no sábado e só agora o corpo dela foi recolhido. O ator ficou revoltado e, por meio das redes sociais, atacou o governo italiano.

“Estou fazendo este vídeo para o bem da Itália, para o bem de Nápoles. Minha irmã morreu ontem à noite, provavelmente por causa do vírus, e estou esperando respostas desde a noite passada. Eu tive que me colocar em autoisolamento. Eu posso ter o vírus. Para tentar salvar a minha irmã, fiz respiração boca a boca”, disse o ator.

Publicidade
Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.