in

Drauzio se pronuncia, após terrível passado de Susy ser descoberto; ela abusou e matou um menino

TV Globo
Publicidade

Neste domingo, 8 de março, uma semana após o Fantástico exibir uma longa reportagem sobre o comportamento de trans nas cadeias brasileiras, a matéria teve uma reviravolta. A presa conhecida como Susy, que ficou famosa por ser abraçada pelo médico Dráuzio Varella durante a reportagem, teve o seu crime revelado por alguns sites.

De acordo com O Antagonista, ela teria abusado e matado um menino de 9 anos, além de ter deixado o corpo da criança dois dias em sua sala. 

O médico Dráuzio Varella, por meio de sua página no Facebook (que é verificada), pronunciou-se após a revelação. Ele disse que há mais de 30 anos frequenta presídios e que ao lidar com as presas não interessa os crimes que elas cometeram. “Não perguntei nada a respeito dos crimes que elas cometeram”, disse ele na nota. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em seguida, Drauzio disse que era médico e não juiz e que o seu comportamento como médico também se reflete com o seu quadro na televisão. No Twitter, o nome do profissional e da Globo ficaram entre os mais comentados. No Twitter, a tag ‘Globo Lixo’ chegou a ficar no topo da rede social. A emissora ainda não se pronunciou a respeito do assunto, que tomou conta do país, causando grande repercussão. 

“Parabéns Dr Drauzio Varella por exercer a medicina da forma que jurou quando recebeu seu diploma e passou a exercer a profissão nobre. Não somos juízes. Um abraço fraternal faz bem. Punição cabe as leis que os juízes julgam e a leis imutáveis de Deus”, defendeu um dos seguidores da página de Drauzio no Facebook.

Publicidade
Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.