in

Como Glória Perez superou a morte da filha é de partir o coração

Globo / Montagem
Publicidade

Um dos casos criminais que mais marcaram o Brasil foi a morte de Daniella Perez. Ela foi assassinada em 1992. Naquela época, Daniella era uma das atrizes da novela De Corpo e Alma, que era assassinada pela própria mãe, a autora Glória Perez. Como a escritora tem tentado superar essa perda, que ocorreu há quase 30 anos, é uma verdadeira lição para todos. 

Glória Perez lutou para que a legislação brasileira ficasse mais rígida e ela conseguiu esse feito. Glória conseguiu mais de 1,3 milhão de assinaturas, o que era suficiente para que ela tivesse poder para ir ao Congresso Nacional e tentar uma mudança da lei.

Abaixo, o leitor pode ver uma foto que mostra o momento em que Glória e outros atores foram até Brasília, onde a lei pouco depois seria alterada. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

A partir da mudança, o homicídio qualificado passou a entrar na lista dos chamados crimes hediondos. O assassino de Daniella era o seu colega de novela. Guilherme de Pádua hoje já está solto e, na época, vivia o personagem Bira na novela De Corpo e Alma. 

A morte da atriz entrou para a história. Isso porque a chamada Lei Daniella Perez foi a primeira iniciativa de ação popular a se tornar lei no Brasil, que ainda era uma recente democracia na época. 

Glória também criou um blog na internet, no qual diz a sua opinião sobre o crime, além de dividir informações importantes sobre o caso. O principal objetivo foi evitar que informações falsas se disseminassem. Acima, o leitor pode ver um print da home page do blog criado por Glória Perez em que fala sobre esse terrível crime. 

Publicidade
Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.