in

Lembra do caso Eloá? 12 anos após sequestro, o que aconteceu com amiga sobrevivente é de cortar o coração

Máxima / UOL
Publicidade

O caso Eloá marcou o Brasil em 2008. Ele, até hoje, é o mais longo sequestro do estado de São Paulo. Ao todo, foram três dias de agonia. Além de Eloá Pimentel, também ficou em cárcere privado a amiga da jovem, Nayara Rodrigues da Silva. Lindemberg Fernandes, então namorado de Eloá, decidiu sequestrar a companheira. Ele não aceitava o fim do relacionamento. 

Na época, a polícia decidiu invadir o imóvel onde ocorria o sequestro. Eloá acabou levando um tiro e faleceu pouco depois no hospital. Lindemberg acabou sofrendo uma condenação em 2018 e permanece preso desde o sequestro e assassinato da então namorada. Mas o que aconteceu com Nayara Silva desde então?

Desde o crime, Nayara ficou marcada pela tragédia com a vida. Em 2012, ela voltou a prestar um depoimento sobre o assunto. Na época, Nayara disse que Eloá sabia que ia morrer. 

Publicidade

Nayara completa em 2020 27 anos. Na época do crime, ela tinha apenas 15 anos e teve que dar várias entrevistas. A jovem fez o curso de engenharia e, em 2018, ganhou o direito de ser indenizada pelo governo de São Paulo.  O motivo foi a ação da polícia, considerada desastrosa. A indenização a ser paga para Nayara é de R$ 150 mil.

Publicidade

Hoje Nayara evita falar sobre o assunto. Sites divulgam que ela teria passado por muitas sessões de psicólogos e terapia, pois, é claro, ficou traumatizada com tudo o que aconteceu, Já o autor do crime foi condenado a 94 anos e 10 meses de cadeia. O Caso Eloá serviu para a própria polícia se reavaliar, evitando ações precipitadas como aquela. 

FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.