in

Vídeo: Cid Gomes, irmão de Ciro, é baleado com dois tiros no peito em protesto da PM

O tempo
Publicidade

O senador licenciado Cid Gomes está internado em um hospital de Sobral, no Ceará, após ser baleado durante manifestação de policiais militares. Cid compareceu em frente ao batalhão da polícia militar, en Sobral. No local, PMs amotinados faziam um bloqueio a impediam que policiais que queriam trabalhar entrassem no local.

Os PMs amotinados cobram melhores salários. Durante o dia, eles percorreram a cidade mascarados, em carros, exigindo que comércios fosse fechados. Parte da população ficou com medo do que poderia acontecer.

Em frente ao batalhão, Cid Gomes deu a ordem para que eles parassem com a manifestação em cinco minutos. Diante da negativa, o ex-governador do estado avançou com uma escavadeira sobre o bloqueio feito pelos manifestantes. Ele derrubou um portão. Em seguida, o vidro da escavadeira quebrou.

Publicidade

Dois tiros foram disparados. De início, a informação era de que as balas eram de borracha. Exames comprovaram que não. Os disparos foram de ponto 40, arma que a PM utiliza. As balas atingiram a clavícula: uma saiu e a outra bateu na clavícula e está alojada no pulmão. O comando da PM investiga o caso e o trata como tentativa de homicídio.

Publicidade

Cid é irmão de Ciro Gomes, também ex-governador do Ceará e candidato derrotado no primeiro turno na última eleição presidencial. No Twitter, Ciro lamentou o ocorrido e bateu boca com o deputado federal Eduardo Bolsonaro, que afirmou que Cid colocou em risco a vida dos policiais ao tentar furar o bloqueio. A situação é muito conturbada no Ceará. O atual governador do estado é Camilo Santana, do PT.

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br