in

Atriz Carla Diaz revela o que sentiu ao interpretar Suzane von Richthofen no cinema

Instagram Carla Diaz / G1
Publicidade

A atriz Carla Diaz está vivendo um dos papéis mais desafiadores de sua carreira. Ela interpreta Suzane von Richthofen nos filmes A Menina que Matou os Pais e O Menino que Matou Meus Pais. Os longa-metragens serão lançados no dia 2 de abril.

Os filmes narram a história de um dos crimes que mais repercutiram em todo o Brasil: o assassinato do casal Manfred e Marísia, pais de Suzane. A família morava em uma região de classe média alta em São Paulo.

Suzane, seu ex-namorado Daniel Cravinhos, e o cunhado Cristian Cravinhos foram condenados pelo crime que aconteceu em 2003. Eles continuam presos, mas os irmãos Cravinhos não ocupam o mesmo espaço no noticiário que Suzane.

Publicidade

A atriz Carla Diaz concedeu entrevista ao Yahoo e falou sobre o que sentiu ao gravar o filme. Ela revelou ter ficado em choque. “É um caso que chocou o Brasil, me chocou muito também como mulher, como filha, como ser humano. É inimaginável um caso desses. Me pergunto até hoje por quê. Porque ninguém entende por que alguém faz isso”, afirmou Carla.

Publicidade
Publicidade

Nas redes sociais, os filmes sobre o caso têm repercutido bastante. Alguns internautas criticaram a ideia de lançamento do filme porque viram como uma forma de glamourizar o crime. Outros concordaram com o lançamento dos longas porque é uma maneira de não deixar que um caso tão forte caia no esquecimento.

As empresas que produzem o filme emitiram nota explicando que não houve injeção de dinheiro público na produção e os criminosos – Suzane e os irmãos Cravinhos – não receberão nenhum dinheiro pelos filmes.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br