in

Como vive Pelé, aos 79 anos, é de cortar o coração; fragilidade e depressão

Jovem Pan
Publicidade

Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, é uma das pessoas mais conhecidas de todo o planeta. Até pouco atrás, o maior jogador da história do futebol mundial, era figura carimbada em muitos eventos esportivos mundo a fora.

Nos últimos anos, Pelé se isolou. Hoje, raramente ele é visto fora de sua mansão e os motivos foram revelados por seu filho Edinho.

Pelé passou por cirurgias no quadril e não se recuperou de forma adequada. Edinho contou detalhes de como o pai vive atualmente e a situação é de cortar o coração.

Publicidade

“Ele tá bastante fragilizado em relação à mobilidade. Ele fez o transplante do quadril e não fez uma reabilitação adequada, ideal. Então, ele está com esse problema da mobilidade, que acaba acarretando uma certa depressão”, contou Edinho.

Publicidade

O filho do Rei do Futebol continuou. “Imagina, ele é o rei, sempre foi uma figura tão imponente, e hoje ele não consegue mais andar direito. Ele fica muito acanhado, muito constrangido com isso. Mas está bem, tirando isso e tirando a natureza da idade e tudo mais”, revelou o ex-goleiro do Santos.

Pelé escreveu seu nome na história do futebol com as dezenas de títulos conquistados com a camisa do Santos e o tricampeonato mundial pela seleção brasileira, em 1958, 1962 e 1970.

Fora de campo, o Rei colecionou muitas polêmicas. A maior delas diz respeito a não ter assumido Sandra Regina como filha. Exames provaram que Pelé era o pai dela. Sandra morreu aos 42 anos, em 2006, sem ver Pelé reconhecendo a paternidade. Por conta dessas contradições, muitas pessoas separam o Pelé jogador do Edson Arantes.

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br