in

Chulé quase mata homem que foi internado depois de cheirar suas meias

O leão de Judá
Publicidade
Publicidade

O chulé é uma característica de quem não tem hábitos saudáveis de higiene e não costuma trocar de meia com frequência diária. A expressão ‘esse chulé tá de matar‘ é muito usada para pessoas que possuem um cheiro forte nos pés. Parece brincadeira, mas um homem quase morreu depois de cheirar suas meias sujas. Ele contraiu uma infecção grave e teve que passar por um tratamento difícil.

Homem é internado depois de cheirar suas meias

O caso ficou conhecido no mundo todo por sua peculiaridade. O homem de 37 anos começou a diariamente ter a mania de cheirar suas meias sujas depois de um dia inteiro de trabalho e esse hábito quase foi fatal para ele que contraiu uma infecção nunca antes vista e ficou internado tomando antibióticos extremamente fortes.

Publicidade

O episódio aconteceu na China, Peng como o homem foi identificado começou a chegar em casa do trabalho e passava algum tempo cheirando suas meias. Local bem propício para a proliferação de bactérias já que é úmido, quente e com suor de um dia todo na agitação e a escamação natural que a pele tem foram os principais causadores dessa infecção. Não deu em outra e ele começou a sentir os sintomas depois de um tempo.

Publicidade

Bactéria foi contraída por ele

Fortes dores no peito, dificuldade para respirar, falar e uma tosse descomunal foram os sintomas que levaram Peng para pedir ajuda médica. Em um hospital de sua província o homem foi inicialmente diagnosticado com pneumonia, mas os remédios para o tratamento estavam fazendo efeito, foi aí que começaram a investigar mais a fundo o problema.

Os médicos fizeram algumas perguntas e descobriram que Peng gostava de cheirar meias sujas e que nesse hábito inalou uma bactéria poderosa. Foram passados os remédios adequados e ele se recuperou completamente.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Tatiane Braz

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.