in

Avó de acusada de carbonizar família se revolta: ‘Se acreditasse nela, não pediria justiça’

R7
Publicidade

Um crime que aconteceu no ABC Paulista está chocando o país. Uma família inteira foi morta a pauladas e, na sequência, seus corpos foram carbonizados e encontrados em um carro abandonado. As principais suspeitas são a filha do casal, Ana Flávia, de 24 anos, e sua namorada, Carina Ramos, de 31 anos. Advogados delas, no entanto, negam participação das duas na ação.

A avó materna da jovem, presa sob suspeita de matar a família, está revoltada. Ela, em entrevista ao R7, diz que não acredita na neta. A avó, Vera Guimarães, garante que sua maior dor foi ter que enterrar três entes queridos com caixão fechado, sem nem poder olhar. O fato ocorreu porque as três vítimas estavam carbonizadas.

“Se eu acreditasse nela, não estaria aqui pedindo justiça. Foi ela. Teve participação”, disse Vera Guimarães, que esperava a neta sair de uma delegacia, após um novo depoimento. Ana Flávia e a namorada continuam presas desde o final da semana passada. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

“Eu quero justiça. Enterrei ontem meus três sem poder olhar, mas prometi pra eles justiça. Doa a quem doer”, contou a avó sobre o crime, mostrando muita irritação e tristeza com tamanha perda. 

Segundo o R7, após deixarem a delegacia, o casal escondeu o rosto e estou no carro da polícia. Ana Flávia, inicialmente, seria indiciada por homicídio triplamente qualificado, mas a polícia voltou atrás e, por enquanto, mantém apenas a prisão dela como preventiva. A namorada de Ana, Carina, foi vista entrando na residência da família, usando um capuz, na data do crime.

Publicidade
Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.