in

Reviravolta no caso da filha acusada de matar os pais surpreende até a polícia

G1 / Montagem
Publicidade

Na noite desta quinta-feira, 30 de janeiro, o caso da filha acusada de matar os pais, no grande ABC Paulista, ganhou uma reviravolta. Isso porque a polícia agora acredita que a filha e sua namorada, que já estão presas, não teriam sido as únicas pessoas relacionadas à morte do casal e um filho adolescente, de 16 anos. 

A suspeita da polícia se deu, após a descoberta de como as três vítimas teriam morrido, a pauladas. A polícia se questiona como duas mulheres teriam matado três pessoas, praticamente ao mesmo tempo, com golpes de pedaços de pau. Por conta disso, imagens de câmeras de segurança do local onde a família morava devem ser analisadas pela polícia. 

A polícia prendeu o casal, após as duas mulheres darem declarações com divergências. No entanto, durante à noite, a assessoria da Polícia divulgou a seguinte nota: “Diligências estão em andamento para identificar outros envolvidos no crime”. Ou seja, a investigação entende que mais pessoas podem estar envolvidas na tragédia. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Os empresários Romuyuki Gonçalves e Flaviana Guimarães mais o filho caçula do casal, o estudante Juan Victor Gonçalves, foram encontrados sem vida na terça-feira, 28 de janeiro,  poucas horas após desaparecerem de casa. Os corpos dos três estavam carbonizados no porta-malas de um carro. 

Inicialmente, a filha mais velha do casal, Ana Flávia Gonçalves, de 24 anos, tinha dito que a família inteira teria saído para pagar dívidas de um agiota. A versão, no entanto, não foi crível para a polícia,  que prendeu Ana e Carina Ramos, sua namorada de 31 anos. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.