in

Confira 5 dicas importantes para reduzir o inchaço durante a gravidez

Divulgação/BebeMamãe
Publicidade

O edema, conhecido também como inchaço, é algo muito comum de acontecer com as mulheres durante o período gestacional. O sintoma costuma ocorrer principalmente a partir do terceiro trimestre da gravidez. A inchação é algo bem incômoda e tem uma explicação científica.

“Isto ocorre por causa da progesterona, hormônio importante porque permite que o útero cresça e o feto se desenvolva, mas que também leva a uma vasodilatação ocasionando uma queda da pressão e a porosidade do vaso”, explicou a especialista no assunto, Helaine Milanez, ginecologista e obstetra.

Além disso, algumas coisas podem intensificar o inchaço, como por exemplo, ficar em pé por um período muito longo. Isso acontece porque a retenção de líquidos é bem maior nas extremidades, o que explica o fato das mãos e pés incharem primeiro. No entanto, algumas dicas podem ajudar a amenizar o problema.

Publicidade

Hidratação

A ingestão de líquidos é muito importante para a mulher durante a gravidez. Por isso, fazer uso de chás e sucos naturais sempre são uma ótima opção para manter o organismo funcionando bem e ajuda na redução do edema.

Reduzir o consumo de açúcar e sal

Alimentos que são ricos em açúcar e sal acabam provocando retenção de líquido. Por isso as grávidas devem evitar ao máximo consumir. Fique sempre atenta aos rótulos dos alimentos industrializados, pois eles são ricos em sódio e provocam o mesmo efeito.

Atividade física

É importante que a grávida se exercite se possível. A atividade física deve ser realizada em horários que a temperatura esteja mais fresca. Se a gestante trabalhar sentada é necessário adquirir o hábito de levantar pelo menos a cada 30 minutos.

Relaxe

Após um dia cansativo é bom tirar um tempinho para relaxar. Faça uso de escalda-pés e também de automassagens. Também é muito bom colocar os pezinhos para cima e na hora de dormir procure sempre ficar virada do lado esquerdo.

Fique alerta

Se o edema for intenso e acompanhado de ganho de peso repentino, fora do padrão, é importante procurar ajuda médica, pois pode ser um sinal indicativo de pré-eclâmpsia, uma doença que costuma acometer grávidas e provoca o aumento da pressão arterial.

Shyrlene Souza

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.