in

Crianças especiais e em fase terminal são fotografadas de maneira impressionante

Divulgação/Edaily
Publicidade

Atualmente, a maioria dos pais gosta de registrar momentos especiais dos pequenos. Ensaio de gestante, newborn, além de fotografias que vão sendo registradas ao longo da vida e algo imprescindível para muitos. Afinal de contas, é uma forma de conseguir guardar aquelas situações incríveis que surgem com o passar do tempo.

Existem profissionais fantásticos e competentes no ramo da fotografia. Uma dessas pessoas é Ângela, uma fotógrafa sensível e empenhada em todos os trabalhos que realiza. Um certo dia, ela decidiu mudar um pouco o foco do trabalho desempenhado e teve uma linda atitude. A profissional foi fotografar um público um pouco diferente do habitual.

A profissional foi chamada para fazer o registro de Madaln Grace Solis. A mãe da pequena chegou a receber um conselho bem doloroso do médico. Ele aconselhou a mulher a realizar o aborto, pois a criança não iria sobreviver depois do nascimento. Porém, a pequena contrariou as expectativas e viveu por 15 dias.

Publicidade

Antes da morte da filha amada, os pais resolveram deixar registrado momentos especiais ao lado da garotinha. Esse trabalho acabou mexendo bastante com o coração de Ângela. Por isso, ela teve uma ideia brilhante e criou um projeto voltado para crianças que são especiais ou que estão em fase terminal.

“(…) eu adoro criar cenários para que eles façam algo impossível como voar, pular em um trampolim ou andar de barco”, disse a fotógrafa. Ela costuma fotografar os pequenos usando tecidos e itens comuns, porém de um jeito que as crianças são vistas de uma maneira diferente.

O resultado do trabalho é algo incrível e tocante e tem um detalhe bem interessante. A profissional revela a real condição das crianças, ou seja, fios e tubos, a verdade como realmente é, porém faz tudo bem leve e divertido.