in

Quem é a mãe que devolveu gêmeos adotados após ficar grávida; ‘não consegui amar eles’

Divulgação: Daily Mail
Publicidade

Para muitas mulheres, ser mãe é uma tarefa complicada, muitas delas decidem se submeter a algum tipo de tratamento para poder ter um filho.
Infelizmente, muitas delas não pode ser uma mãe biológica, mas quando o desejo de criar um filho é tão grande, a adoção se torna uma opção.

Porém, esse foi o caminho que uma bibliotecária identificada como Ali Sanders, de 35 anos, percorreu para realizar o desejo de ser mãe. Porém, segundo ela, não conseguiu ter amor pelos bebês gêmeos que adotou e acabou devolvendo para ser adotados novamente.  

Publicidade

Entenda como tudo aconteceu

Ali se casou com seu namorado da universidade, Michael, no ano de 2012, no Reino Unido, e ambos estavam ansiosos para ter filhos e construir uma família feliz. Após um ano de casado, o casal não conseguiu ter filhos e resolveu fazer exames médicos para saber ser tinham condições de ter um bebê.

Os resultados revelaram que o casal não podia ter filhos normalmente. Essa notícia caiu como uma bomba para Ali. Devastado, o casal descartou a possibilidade por fertilização in vitro e optou para adoção. “Vi amigos passarem por tratamento de fertilidade sem sucesso“, diz Ali. 

Eles passaram por um extenso processo de verificação, e foram aptos para adotar não só um bebê, mas dois.
De acordo com Ali, os bebês gêmeos nasceram prematuramente, mas não tinham problemas de saúde. A mulher relatou que, quando ela foi visitar os bebês junto com o esposo, ela estava passando mal.  

Ali disse que assim que seu esposo viu os bebês logo se apaixonou por eles, mas ela não. “Eu os segurei, mas não sentir amor por eles”, relata Ali.
O esposo da mulher foi quem tomou toda a iniciativa de cuidar das crianças, enquanto Ali só queria ficar deitada.  Michael ficou preocupado com esposa e pediu para ela procurar um médico.   

Foi quando a mulher descobriu que ela estava grávida. Os dois conversaram e decidiram devolver os gêmeos para adoção. 

O filho do casal, identificado como Jacob, nasceu em 2015. A mulher relatou que sofreu crises de depressão. Mesmo sabendo que Jacob era seu filho biológico, ela disse que demorou se apegar com ele. 

Ali disse que ficou feliz pelo fato dos gêmeos terem encontrado uma nova família.
A culpa não foi culpa deles, eles não fizeram nada de errado, lamento que os decepcionemos”, finaliza Ali.

Francisco Nunes

Escrito por Francisco Nunes

Barbeiro profissional.