in

Menina de 10 anos entrega bilhete com conteúdo assustador após palestra em escola

Divulgação/ovale
Publicidade

Uma criança de apenas 10 anos, moradora do estado do Mato Grosso, acabou surpreendendo a todos em sua escola ao escrever um bilhete revelando algo assustador. Após assistir a uma palestra sobre abuso sexual, ela escreveu o que passava dentro de casa. A palestra fazia parte do programa educacional do Proerd.

Encerrado o momento educacional na instituição de ensino, a pessoa responsável pela palestra deixou aberto para que as crianças tirassem dúvidas. Inclusive, o palestrante disse que se elas tivessem vergonha de falar, poderiam escrever o bilhetinho e colocar em uma caixa, pois seriam respondidas de maneira anônima.

A garotinha tomou coragem para falar sobre o drama que vivia e escreveu uma pergunta em seu bilhetinho: “Eu já fui abusada pelo meu pai, isso pode ser denúncia? Sim ou não?”. Depois que se deparam com a pergunta da menina, a instituição acionou o Conselho Tutelar e entregou o bilhete. Os conselheiros registraram boletim de ocorrência e a mãe da criança foi chamada na escola.

Publicidade

A genitora disse que a filha morou com o pai por cerca de cinco meses, em outro município, e afirmou que não teria como saber se realmente ocorreu alguma coisa. A mulher contou que sempre que falava com a menina pelo telefone, ela chorava bastante e pedia para ir embora. Além disso, segundo a filha, o pai batia nela, mas ela nunca teria revelado nada sobre abuso.

A mãe contou que as conversas com a menina sempre eram vigiadas pela madrasta ou pelo pai, como se tivessem medo da criança revelar algo que não queriam que alguém soubesse. Ela ainda contou que já havia perguntado à menina se o pai teria feito algo de errado, e sempre notava que a filha mudava de assunto, porém jamais revelou a verdade sobre os fatos.