in

Caso Emanuelle: população decide fazer justiça com as próprias mãos em cenas fortes

R7
Publicidade

A morte da menina Emanuelle acabou tendo grande repercussão em todo o país. Ela foi morta pelo próprio vizinho, Aguinaldo Guilherme Assunção, que confessou o crime. O corpo de Aguinaldo foi achado sem vida na prisão e a polícia crê que a principal hipótese do caso seja que o homem tenha se matado.

No entanto, a população da pequena Chavantes, no interior de São Paulo, não ficou satisfeita apenas com a morte do criminoso e decidiu fazer justiça com as próprias mãos, como mostra uma matéria publicada pelo portal de notícias R7.

Morte de suspeito de matar Emanuelle gera ira da população de Chavantes

A população da pequena região se reunião e decidiu colocar fogo onde Aguinaldo vivia. O incêndio foi causado pela população local, inconformada com a morte da garota de oito anos. Por sorte, no momento em que tudo aconteceu, a residência estava vazia e ninguém ficou ferido com a situação.

Publicidade

Infelizmente, quem também está pagando pelos crimes de Aguinaldo são os familiares dele, que tiveram que deixar a casa às pressas, após serem ameaçados por moradores da região.

Motivo do crime seria vingança

Aguinaldo Guilherme Assunção confessou à polícia ter matado Emanuelle e indicou, inclusive, onde estaria o corpo da menina. Segundo o criminoso, o motivo para cometer o crime bárbaro seria uma vingança por a mãe da criança não deixar Emanuelle brincar com o seu neto. A polícia aguarda exames no corpo da menina, pois suspeita que a criança tenha sido abusada sexualmente. O suspeito, antes de se matar, negou essa possibilidade.

FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.