in

Escola causa polêmica ao pedir kit médico para meninos e kit cozinha para meninas

Divulgação/G1
Publicidade

As férias escolares estão caminhando para o fim e com elas a preocupação da maioria dos pais, a compra de material escolar. Algo simples e corriqueiro na vida da maioria dos estudantes acabou se tornando alvo de uma grande polêmica nas redes sociais. O motivo foi a lista de material escolar divulgada pela instituição IDB – Instituto Dom Barreto, em Teresina, Piauí.

O tio de uma aluna fez uma publicação em seu perfil na rede social e relatou com grande indignação os kits diferenciados que foram solicitados para meninas e meninos. A lista pede, por exemplo, um kit de cozinha para as garotas e um kit profissional de médico para os meninos.

Segundo o portal de notícias G1, a instituição escolar teria afirmado através de uma nota que a separação por sexo foi realizado para garantir diversidade nos itens de cada sala. Inclusive, a escola disse que os materiais são usados por todos os estudantes durante as atividades desenvolvidas, ou seja, o material solicitado seria de uso coletivo.

Publicidade

Nas fotografias compartilhadas pela IDB, ela pede carrinho de brinquedo e bola para os garotos, enquanto isso, para as meninas a escola pede uma boneca. Além dos brinquedos solicitados, a unidade também pede kits de profissão. No caso dos estudantes do sexo masculino é solicitado o kit de médico, bombeiro e mecânico. No caso das meninas, a escola pediu kits de cozinha e salão.

Publicidade
Publicidade

“Não adoeçam as crianças, ensinem a elas sobre o mal do machismo, preconceito e homofobia, quando for o momento mais adequado”, disse o tio de uma aluna que ficou indignado com a lista de materiais. O post teve mais de 200 reações na internet.

Uma internauta discordou sobre a opinião do homem e declarou: “O colégio é um dos melhores do Brasil e por muitas vezes chegou a ser o melhor, só porquê pediu uma bola para meninos vem esse tanto de crítica?”. Já outra usuária da rede disse: “Triste…no final, todos somos cúmplices de culpados por nossas filhas sofrerem abusos e ataques machistas a vida toda”.

Com a grande repercussão, a escola acabou fazendo alterações na lista de material escolar e pediu somente um kit brinquedo que vai ser usado nas atividades trabalhadas com os estudantes.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Shyrlene Souza

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.