in

Menina que desapareceu no parquinho é achada morta; vizinho a esfaqueou por vingança

Arquivo pessoal/Família Emanuelle | Reprodução/TV TEM | Reprodução/YouTube/Band Jornalismo
Publicidade

O mistério envolvendo o desaparecimento da pequena Emanuelle Pestana de Castro, de 8 anos, foi solucionado, e o pior aconteceu. Sumida desde a última sexta-feira (10) enquanto brincava em um parquinho, a criança foi encontrada morta na noite de ontem. O seu corpo estava em um matagal na zona rual de Chavantes (SP).

Publicidade

Os policiais civis e militares chegaram até o local após o próprio assassino confessar o crime e indicar o local onde deixou Emanuelle. Trata-se de Agnaldo Guilherme Assunção, vizinho da família. Em depoimento prestado para as autoridades, disse que a motivação para o assassinato foi uma vingança contra a mãe da menina.

Publicidade

O corpo foi encontrado por volta das 23h. A perícia técnica encontrou marcas de perfuração por faca, uma nas costas e três no peito. Agnaldo foi preso e levado para a cadeia. Ele disse que estava irritado pelo fato da mulher não deixar Emanuelle brincar com o seu enteado.

Relembre o caso

Emanuelle desapareceu enquanto brincava em uma praça, localizada no bairro Cohab. Ela estava na companhia de uma amiga, e desde as 17h do dia do sumiço não foi mais vista. A colega foi embora, e a mãe da vítima foi ao local procurá-la, mas não a encontrou. Câmeras de segurança das proximidades mostram os últimos passos da menina antes.

Publicidade

Desde então, uma corrente de buscas foi iniciada. Familiares, vizinhos, amigos, policiais e voluntários começaram a procurar Emanuelle pela região, mas sem sucesso. O corpo será encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) onde serão analisadas as causas da morte e se houve abuso.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.