in

Com desfalque na Disney e crescimento do Globoplay, Netflix tem declínio no Brasil

UOL
Publicidade

A Netflix teve uma queda significativa no Brasil pela primeira vez. Os dados de monitoramento apontam que a empresa, que é a maior na produção de séries e filmes, perdeu 10% dos seus usuários ativos no Brasil no último trimestre de 2019. Provavelmente, esse declínio foi por causa do crescimento da plataforma Globoplay, e a Disney no último ano, que lançou o seu próprio serviço de vídeo.

A empresa tinha quase 160 milhões de assinantes no mundo todo até o mês de setembro. O balanço do 4 trimestre ainda não saiu. A Netflix não disponibilizou os dados do Brasil, mas estima – se que seja algo em torno de 10 milhões de assinantes. O Brasil é um dos principais países a utilizar os serviços, depois dos Estados Unidos. No ano de 2017, a Netflix comparou o crescimento da plataforma no Brasil como um “foguete”, embora tenha sofrido uma queda posterior a isso. 

Publicidade

O Globoplay recebeu um alto investimento da Rede Globo nos últimos dois anos, hoje é considerado o segundo maior serviço de streaming do país. Nesse ano, a estimativa é que será investido 1 bilhão de reais entre serviços de tecnologia e conteúdo. Embora, tenha quase 20 milhões de usuários cadastrados, ainda está distante da Netflix em faturamento. A Globo não divulga os números, mas, provavelmente a plataforma tem cerca de 3 milhões de assinantes. 

Publicidade

O Globoplay teve uma grande expansão em 2019, com um aumento de 70% de horas assistidas, comparado com o ano anterior. Novelas e séries lideraram o consumo. 

Publicidade

Nos Estados Unidos, a Netflix tem dois concorrentes a altura, o Disney e a Apple TV. A Disney só irá chegar no Brasil no final do ano, e provavelmente causará danos a Netflix. Desde o último semestre a Disney liderou o conteúdo da Netflix, principalmente com séries e desenhos animados.

Publicidade