in

Polícia revela morte de bebê de apenas 1 ano: ‘Socos e dentadas’

Foto: Reprodução/G1
Publicidade

Na segunda-feira (6), um bebê de um ano e três meses foi morto na Praia Grande, litoral do estado de São Paulo. Os suspeitos são a mãe e o padrasto da criança. Ambos foram presos, mas a mãe foi liberada em seguida, e vai responder processo por falso testemunho.

O laudo médico revelou que o bebê tinha mordidas no rosto e muitos hematomas espalhados pelo corpo, além de fraturas. Infelizmente, a criança foi levada ao hospital sem vida, pelos próprios suspeitos.

O menino chamava-se Anthony Daniel de Andrade Moraes. Ao ser levado ao pronto socorro, o menino foi socorrido por enfermeiros que chamaram a polícia, ao ver a gravidade do caso. 

Publicidade

A polícia revelou que a equipe de saúde que acolheu o menino relatou que ele tinha socos e dentadas na face, que segundo o padrasto, eram machucados provocados por uma mordida de cachorro. Porém, foi constatado que a dentição era humana.

Publicidade

De acordo com a polícia, o padrasto disse que colocou Anthony para dormir no domingo a noite, por volta das 19h. A mãe, de 21 anos, chegou cerca de uma hora depois e não quis acordar a criança. Em seguida, saiu para comprar salgado para o outro filho.

Mais tarde, por volta da 23h30, a mãe decidiu olhar a criança e constatou que ele estava morta no berço. Então ela decidiu levar ao hospital. Durante o depoimento, eles se contradisseram muitas vezes. 

Agora, o padrasto está sendo investigado por homicídio triplamente qualificado e a mãe por falso testemunho, sob fiança no valor de dez salários mínimos. Os supostos socos e fraturas teriam acontecido dias antes, mas a mãe alegou não ter tido tempo para levar a criança ao hospital.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Carolina Mello

Escrito por Carolina Mello

Amante das artes, leitura e escrita, resolvi fazer de um hobby uma profissão.