in

São Paulo tem dívida com sindicato após venda de Rodrigo Caio para o Flamengo

Divulgação: São Paulo
Publicidade

O zagueiro Rodrigo Caio foi titular do São Paulo por muitas temporadas. O jogador foi bastante contestado na equipe, onde conquistou apenas a Copa Sul-Americana de 2012.

Publicidade

Na semifinal do Paulistão de 2018, o zagueiro ficou marcado por um ato de honestidade. Ao dizer que Jô, atacante do Corinthians, não havia feito falta no goleiro do São Paulo, Rodrigo Caio evitou a expulsão do corintiano e foi muito criticado.

Publicidade

Nos últimos anos, o jogador foi campeão olímpico com a seleção brasileira e viveu a expectativa de ir à Copa do Mundo da Rússia, o que acabou não acontecendo.

Neste ano, Rodrigo Caio trocou o São Paulo pelo Flamengo. O clube carioca se deu bem ao comprar o zagueiro, que caiu como uma luva na equipe rubro-negra, campeã de praticamente tudo neste ano.

Publicidade

Rodrigo Caio realizou os sonhos de ser campeão da Copa Libertadores da América e do Campeonato Brasileiro, e ainda pode ser campeão mundial. Talvez alguns são-paulinos tenham se arrependido de terem criticado o jogador.

A venda de Rodrigo Caio, porém, gerou uma dívida ao São Paulo. O clube deve R$ 264 mil em taxas pelas vendas de Rodrigo Caio e de Lucas Fernandes, ao Portimonense, de Portugal.

O valor é devido à Federação das Associações de Atletas Profissionais (FAAP), que acionou o clube para que a dívida seja paga.

A entidade sindical federal tem direito assegurado pela lei a 0,8% de todas as vendas de jogadores no Brasil. Como o São Paulo ainda não pagou a quantia referente à venda desses dois jogadores, a cobrança está sendo feita agora.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Fernando Diniz balança no cargo e plano A do São Paulo é treinador estrangeiro

Grêmio quer Raphael Veiga, Palmeiras aceita negócio, mas pede pupilo de Renato Portaluppi