in

Bebê de 1 ano morre após aguardar cirurgia no coração; fila de espera tem 200 crianças

Rede Amazônica
Publicidade

A morte é sempre um momento difícil para qualquer família. Quando a morte em questão é de uma criança, a situação fica ainda mais triste. A família da pequena Ayla está sofrendo com a morte da menina.

Publicidade

Ayla iria completar 1 ano e 4 meses neste ano, mas acabou morrendo no dia 30 de novembro. Ela tinha um problema no coração e aguardava uma cirurgia há alguns meses.

Publicidade

A família entrou na Justiça para que o estado do Amazonas atendesse a criança. A Justiça deu a vitória para Ayla, mesmo assim a cirurgia no coração demorou muito.

Quando o estado atendeu a solicitação da Justiça, Ayla havia contraído uma infecção e teve que tratá-las para poder operar. Depois de tratar as infecções, a menina foi agraciada com uma doação e fez a cirurgia em um hospital particular.

Publicidade

O problema é que Ayla não resisiu ao pós-operatório e acabou morrendo. O pai da menina, Aldecy Lemos, explicou à reportagem da Rede Amazônia, afiliada da Globo no Amazonas, o que ocorreu.

“Quando ela foi operar, já estava com o coração muito inchado. Era um coração sofrido, de muita luta”, afirmou, emocionado. No Amazonas, cerca de 200 crianças aguardam na fila para realizar cirurgias no coração.

Presidente da Associação dos Pais e Crianças Cardiopatas do Amazonas, Dione Carvalho afirmou que o estado não tem cumprido decisões judiciais. “A partir do momento em que ele nega, se omite, em cumprir uma liminar, ele está matando, assassinando. Este é o termo correto”, afirmou.

A burocracia e falta de leitos de UTI têm dificultado o atendimento às crianças no Amazonas.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Estela tenta se matar ao saber que Raul e Érica estão juntos, na novela Amor de mãe

Ator de 27 anos é encontrado morto dentro de casa, fãs lamentam a perda