in

Bolsonaro sofre suposto novo atentado e Polícia Federal age rapidamente para evitar o pior

CartaCapital
Publicidade

Nesta última sexta-feira, dia 29, a Polícia Federal prendeu um homem suspeito de planejar um novo atentado contra o presidente Jair Bolsonaro, o sujeito é funcionário terceirizado da ESA – Escola de Sargento das Armas, do Exército Brasileiro na cidade de Três Corações, Minas Gerais.

Primeiramente o suspeito teria feito ameaças contra o presidente através das redes sociais, mas seus planos acabaram dando errado porque um colega viu as postagens e resolveu denunciá-lo.

Publicidade

Bolsonaro estava na ESA no dia em que o sujeito foi detido, o presidente acompanhava a formatura de alguns sargentos. Segundo o Correio Braziliense, o suspeito não teria conseguido de aproximar do chefe do Executivo porque foi preso antes mesmo da solenidade ter início.

Publicidade

Os vídeos podem ter sido gravados nas dependências da ESA, mas o caso estará sendo investigado. A PF está fazendo buscas para tentar encontrar provas que possam explicar melhor o caso e qual seriam as verdadeiras intenções do sujeito.

Publicidade

Uma equipe da Polícia Federal se dirigiu até as cidades de Alfenas e Três Corações. O acusado será enquadrado na Lei de Segurança Nacional e caso venha a ser condenado poderá pegar até 10 anos de prisão.

Os dois mandados de busca e apreensão nas cidades mineiras foram expedidos pela Justiça Federal e agora a investigação tramita em segredo de Justiça, por isso nenhum detalhe pode ser divulgado.

Não foi informado se haverá reforço na segurança de Jair Bolsonaro e nem se ele fará alguma alteração em sua agenda para os próximos dias.

Publicidade
Russel

Escrito por Russel

Sempre ligado a tudo que acontece no Brasil e no mundo, estou sempre trazendo as últimas notícias sobre o mundo dos famosos, reality shows, filmes, músicas, novelas e programas de televisão de um modo geral. Aqui você ficará sempre muito bem informado. Se quiser entrar em contato, fique à vontade: russelmy@yahoo.com.br