in

Médico esclarece tudo sobre bebê ‘grávida’ que precisou de cesárea com apenas um dia de vida

R7
Publicidade

Um caso inusitado e extremamente raro aconteceu com uma bebê menina que acabou nascendo ‘grávida’, necessitando de uma cirurgia de cesárea de emergência com apenas um dia de vida. Isso aconteceu na cidade de Barranquilla, que fica na Colômbia.

Publicidade

Itzamara nasceu com uma condição bastante rara que é conhecida como fetus in fetu, também chamada de gêmeo parasita, que é quando um gêmeo idêntico não se desenvolve normalmente no útero e ele é absorvido pelo próprio irmão. No caso em questão, a irmã dela foi absorvida por meio do cordão umbilical.

Publicidade

Essa condição rara foi descoberta aos sete meses de gestação e foi descoberta durante um exame de ultrassonografia. Mónica Vega, mãe da bebê, foi avisada pelos médicos que seria necessária uma cirurgia cesárea emergencial, uma vez que eles temiam que parte da outra bebê se desenvolvesse dentro de Itzamara e comprometesse a sua saúde.

Com apenas um dia de nascimento, a bebê também precisou ser submetida a uma cirurgia cesárea de emergência, pois os restos de sua irmã precisavam ser retirados de dentro dela. Os médicos informaram que a bebê vai se recuperar e que terá uma vida dentro da normalidade brevemente.Este caso é muito raro, pois acontece em apenas 500 mil partos, sendo que só existem 200 casos como este registrado em outras partes do mundo.

Publicidade

O caso mais recente e que está intrigando os médicos é o de uma criança que nasceu com duas cabeças. A situação ainda está sendo analisada pelos profissionais da área da saúde para poder entender se o que aconteceu também seja um fetus in fetu ou se é outro caso ainda a ser diagnosticado.

O médico Miguel Parra, que cuidou do caso, contou que o bebê que foi absorvido estava vivo ou sobrevivendo, uma vez que ele tinha a formação de alguns órgãos e estava dentro de um saco amniótico, porém não teria condições de viver por não ter cérebro e coração.

O que o médico disse que aconteceu no caso é que o bebê estava absorvendo nutrientes através do cordão umbilical de sua irmã: “É através desse cordão umbilical que vive. Estes bebés não surgiram de uma maneira simétrica. É uma bebé que está grávida do seu irmão gémeo, que o carrega dentro do abdômen”.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Nado News

Sou formado em Sistemas de Informação com pós-graduação em Gerenciamento de Projetos em T.I. Além de atuar como programador há 8 anos, trabalho também como redator há cerca de 3 anos, o que fez despertar uma nova paixão. Tanto que, atualmente, sou graduando em Letras - Português e Inglês. Escrevo sobre tudo o que envolve o mundo do entretenimento, além de falar sobre esportes e as principais notícias do dia a dia. Pode entrar em contato comigo através do e-mail nado_news@hotmail.com .

Leo Dias expõe relação com filhas de Silvio Santos e o que diz em carta surpreende

Saudade? Atores de A Dona do Pedaço curtem férias e mudam visual depois da novela