in

Daniel Alves faz pedido e Leco não garante Raí no São Paulo em 2020

Getty Images
Publicidade

Presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, não garante o gerente executivo Raí em 2020. O ex-jogador, ídolo da torcida são-paulina, pode deixar o clube no fim deste ano.

Publicidade

Raí balançou no cargo no começo deste ano, quando o São Paulo foi eliminado na fase preliminar da Copa Libertadores da América pelo pouco expressivo Talleres, da Argentina.

Publicidade

À época, conselheiros da oposição pediram que Raí deixasse a equipe. Leco vetou. Agora, o pedido teria partido de aliados do atual presidente do clube.

Para estas pessoas, Raí deveria ser trocado por um conselheiro não-remunerado. O ex-jogador é visto como conciliar e pouco enérgico, o que tem desagrado pessoas próximas a Leco.

Publicidade

Se a saída de Raí for confirmada, Leco deve ficar mal visto por Daniel Alves. O lateral-direito chegou ao clube neste ano e já posicionou como um dos líderes do atual elenco.

Foi Daniel Alves quem teria pedido a contratação de Fernando Diniz para o comando do São Paulo. Inicialmente, a diretoria havia escolhido Vagner Mancini. Após pedido de Daniel, contratou o ex-treinador do Fluminense.

Daniel Alves disse em entrevista nesta semana que o São Paulo precisa de estabilidade e defender a permanência de Raí na diretoria. Se a saída do ídolo tricolor foir confirmada, Daniel Alves vai ficar conhecido por ter uma opinião contrária a da diretoria.

Leco tem sido alvo de crítica por parte da torcida do São Paulo. Os torcedores entendem que a culpa do time estar na atual situação é do presidente. Leco comanda o São Paulo há quatro anos. O time não conquista um título desde 2012.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.