in

Daniel Alves faz pedido e Leco não garante Raí no São Paulo em 2020

Getty Images
Publicidade

Presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, não garante o gerente executivo Raí em 2020. O ex-jogador, ídolo da torcida são-paulina, pode deixar o clube no fim deste ano.

Publicidade

Raí balançou no cargo no começo deste ano, quando o São Paulo foi eliminado na fase preliminar da Copa Libertadores da América pelo pouco expressivo Talleres, da Argentina.

Publicidade

À época, conselheiros da oposição pediram que Raí deixasse a equipe. Leco vetou. Agora, o pedido teria partido de aliados do atual presidente do clube.

Para estas pessoas, Raí deveria ser trocado por um conselheiro não-remunerado. O ex-jogador é visto como conciliar e pouco enérgico, o que tem desagrado pessoas próximas a Leco.

Publicidade

Se a saída de Raí for confirmada, Leco deve ficar mal visto por Daniel Alves. O lateral-direito chegou ao clube neste ano e já posicionou como um dos líderes do atual elenco.

Foi Daniel Alves quem teria pedido a contratação de Fernando Diniz para o comando do São Paulo. Inicialmente, a diretoria havia escolhido Vagner Mancini. Após pedido de Daniel, contratou o ex-treinador do Fluminense.

Daniel Alves disse em entrevista nesta semana que o São Paulo precisa de estabilidade e defender a permanência de Raí na diretoria. Se a saída do ídolo tricolor foir confirmada, Daniel Alves vai ficar conhecido por ter uma opinião contrária a da diretoria.

Leco tem sido alvo de crítica por parte da torcida do São Paulo. Os torcedores entendem que a culpa do time estar na atual situação é do presidente. Leco comanda o São Paulo há quatro anos. O time não conquista um título desde 2012.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Grêmio pode trocar Luan por pacote de reforços do Corinhtians mais quantia em dinheiro

Tragédia: ônibus com 42 menores capota no Brasil e corpo é retirado; imagens fortes