in

Irmão de Ivete ficou anos sem falar com a cantora; ele foi demitido e acusado de crime

Fotomontagem: Catraca Livre / Reprodução: Globo
Publicidade

Na tarde de hoje, foi confirmada a morte do empresário Jesus Sangalo, que é um dos cinco irmãos da famosa cantora Ivete Sangalo.

Publicidade

Em 2018, após uma internação de seu irmão, Ivete se pronunciou publicamente dizendo que ele estava bem e que passava por um processo de recuperação.

Publicidade

Jesus será velado amanhã, a partir das 11 horas da manhã, no cemitério Jardim da Saudade, de Salvador. Já foi comunicado que o corpo do empresário será cremado em seguida.

Briga com Ivete

Uma briga acabou tornando a relação de Ivete e Jesus complicada no passado. Em 2011, ele deixou o cargo de presidente da Caco da Telha, empresa que cuidava da carreira da cantora.

Publicidade

O irmão de Ivete nunca mais voltou a trabalhar com a cantora e a briga entre eles não teve mais atualizações desde 2016. Uma entrevista esclarecedora do irmão de Ivete foi exposta pelo site da UOL. Esta foi dada há 3 anos, ao Câmera Record, quando ele se defendia das acusações sofridas em 2011. Segundo Jesus, ele foi acusado de desviar dinheiro da empresa que cuidava da cantora.

Jesus diz que não se distanciou somente de sua irmã ao ser demitido, mas também da maior estrela do país, a qual ele teria ajudado a chegar onde chegou.

O irmão de Ivete ficou anos sem falar com ela, por conta dos desentendimentos. Ao final de sua vida, Jesus voltou a falar com sua irmã. O empresário sofreu consequências após uma cirurgia bariátrica e uma infecção acabou causando sua morte.

Em 2019, perto de seu falecimento, tudo indica que Ivete e Jesus tinham uma relação estável.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Bruno Avila

Escritor de futebol e política desde 2016, quando comecei o trabalho na Blasting News. Hoje migrei ao 1News e sou um dos escritores mais lidos do site.

Lembra do anão Pedrinho? Ele processou o Pânico e ganhou uma bolada

Cantora Gretchen emociona ao falar da morte do filho: ‘faleceu nos meus braços’