in

Morte, drogas e prisão: a terrível maldição do Pânico na TV, que muitos tentaram esconder

Band / RedeTV! Record / Montagem
Publicidade

O programa Pânico na TV foi um dos maiores sucessos da televisão brasileira, tendo passado pela RedeTV! e TV Bandeirantes. Em sua fase áurea, a atração chegou a ter dois dígitos no Ibope da Grande São Paulo, tendo picos de vice-liderança, o que para os padrões da então RedeTV! era um verdadeiro fenômeno.

O que poucos sabem é que diversos participantes que estiveram no programa viram suas vidas passarem por uma grande maldição. Esse fenômeno envolve de drogas à prisão, passando até por um caso de morte. A seguir, lembramos alguns nomes do Pânico que viveram tragédias em suas vidas pessoais, ou que, pelo menos, passaram por uma fase ruim.  

Publicidade

Toninho

O segurança virou meme da atração, mas acabou sendo um dos participantes do programa que já morreu. Alan Rapp, então diretor da atração, acabou comunicando o falecimento no ano de 2010. 

Publicidade

Prisão 

Carlinhos Silva, o Mendigo, foi alvo de uma mandato de prisão, após dever cerca de R$ 650 mil de  pensão alimentícia. Até o dia 4 de novembro, quando notícias atualizadas sobre o caso foram publicadas, Carlinhos continuava foragido da justiça. 

Publicidade

Drogas

Um dos participantes mais notórios do Pânico foi Zina. Com os bordões “Ronaldo” e “brilha muito no Corinthians”, ele também passou a fazer parte do humorístico. Zina foi preso em 2012, ao tentar roubar uma garrafa de bebida alcoólica de uma panificadora. Ele possui problemas mentais e toma remédios controlados.

Com histórico com drogas, Zina ainda estaria vivo. Em 2019, segundo informações de uma rádio, ele foi visto perambulando pelas ruas de São Paulo.

Escrito por Fernando B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.