in

Mãe e seus seis filhos morrem em emboscada; entre as vítimas estavam bebês gêmeos

Divulgação: Debate
Publicidade

Nove membros da família Mórmon LeBarón foram mortos na fronteira entre Sonora e Chihuahua, após sofrer um ataque de um grupo de criminosos.

O ativista Julián LeBaron confirmou que, na segunda-feira à tarde, a família partiu de Bavispe, no estado de Sonora, para a comunidade mórmon de La Mora, localizada no município de Galeana, Chihuahua. Segundo a declaração de dois parentes das vítimas, o grupo estava viajando em dois veículos diferentes, mas no meio da jornada, a van que Rhonita Miller LeBarón dirigia quebrou. 

O segundo carro da caravana decidiu retornar a Bavispe para trazer outra unidade e assim completar o trajeto juntos para Chihuahua. Rhonita Miller e seus quatro filhos, um de oito, um de 10 anos e os gêmeos de seis meses esperaram dentro do carro quebrado. 

Publicidade

Quando a família voltou com o segundo veículo, eles viram que o carro de Rhonita Miller foi incendiado. Dentro eles encontraram a mãe e seus filhos carbonizados.  O segundo carro foi alvejado por criminosos. Duas mulheres que viajavam no comboio, Christina Lagford e Dawna Langford Ray, correram ao lado de seus filhos tentando se esconder, mas acabaram morrendo no tiroteio. 

Publicidade
Publicidade

Conforme confirmado pelo presidente Andrés Manuel López Obrador, um total de 9 pessoas morreram no ataque, três mulheres Ronita Miller LeBarón; Christina Lagford e Dawna Langford Ray, e seis filhos. Além disso, o presidente revelou que um menor está desaparecido.

Eu envio minhas condolências à família, é um infortúnio infeliz, porque crianças inocentes perdem suas vidas e que será feito nesses casos é nossa obrigação, coletar todas as informações para ver as causas e prender os culpados, há justiça”, disse o presidente. 

Lafe Langford Jr., parente das vítimas, compartilhou um vídeo do carro queimado nas redes sociais e disse: “Somos uma comunidade de cidadãos dos EUA que vivem e trabalham entre o México e os Estados Unidos, enquanto estão sob ataque dos cartéis. Pedimos embaixadas americanas no México o dia todo. Precisamos compartilhar isso e o mundo inteiro pode testemunhar os terríveis atos desumanos e brutais que foram cometidos contra nós hoje“, acrescentou em sua mensagem. 

A família é reconhecida por sua incursão na política e por seu apoio aos camponeses. Segundo a mídia chihuahua, o atual representante da comunidade é Joel LeBarón, que tem proteção especial do governo federal.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Francisco Nunes

Escrito por Francisco Nunes

Barbeiro profissional.