in

Caso Estela: Mãe é agredida por traficantes e não vai a enterro da filha

Reprodução: redes sociais
Publicidade

Um caso impressionou todo o Brasil. No Morro dos Prazeres, Zona Norte do Rio de Janeiro, aconteceu um crime bárbaro. O tio de Estela, de apenas 6 anos, a assassinou dentro de sua própria casa.

Paulo admitiu o crime e diz ter o cometido após uma briga da menina com seu irmão mais novo. O criminoso matou a menina por estrangulamento. Paulo diz que estava sob efeito de drogas quando cometeu o crime.

O sujeito afirma que não voltará mais ao morro com medo dos traficantes do local. Neste momento, ele está preso temporariamente por 30 dias, na Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro.

Publicidade

Mãe ameaçada

A mãe de Estela, identificada como Luciana, não teve envolvimento no crime. Ao menos é o que aponta a investigação da Polícia Civil. Acontece que os traficantes do morro onde ela mora se irritaram com a situação.

Publicidade

A responsável por Estela não estaria em casa no momento do crime cometido por seu irmão. Por conta disso, traficantes a culparam por negligência e chegaram, até mesmo, a agredir a moça.

Luciana não pôde, ao menos, ir ao enterro da jovem Estela. A mãe da menina foi ameaçada pelos traficantes e estava com medo de ir ao velório de sua filha. A Justiça deu proteção de medida protetiva para a moça.

Como foi o crime?

Paulo assumiu e contou detalhadamente como cometeu o assassinato. Segundo o próprio, matou a menina estrangulada após a briga entre irmãos. Logo depois, ele dormiu com sua sobrinha morta e acordou antes de todos da casa, assim pôde colocar o corpo em um saco e o jogou em um terreno próximo de sua casa.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Bruno Avila

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com