in

Caso Raíssa: mãe da menina comove o Brasil com força e surpreende; ‘Já perdoei’

UOL / Montagem
Publicidade

A morte da menina Raíssa, de apenas 9 anos de idade, acabou chocando todo o Brasil e serve para analisarmos também a sensação do luto. A menina, que era autista, foi morta por um outro garoto, de apenas 12 anos de idade. Ele confessou o crime, mas divergiu algumas vezes em seus depoimentos. A polícia ainda investiga a possibilidade de uma terceira pessoa ter participado da ação. 

Mãe de Raíssa quer se encontrar com mãe do garoto que matou sua filha

Enquanto isso, a mãe da menina, Rosevânia Caparelli Rodrigues, 42 anos, assimila a perda, enquanto mostra grande força para continuar. Rosevânia teve uma vida difícil. Ainda criança, ela foi violentado pelo padrasto na frente da mãe, que também a agredia. O histórico de agressões continuou nos dois casamentos de Rosevânia. Ela sobrevive hoje com 200 reais do Bolsa Família. 

Rosevânia explica que não tem raiva do menino que matou sua filha e que, inclusive, já o teria perdoado. Além disso, ela revela que quer se encontrar com a família do criminoso, afim de também passar uma força para eles. “Ela não tem culpa de nada”, disse a mãe de Raíssa sobre a mãe do menino que tirou a vida da sua herdeira. 

Publicidade

“E já perdoei todos. Raiva não vai trazer de volta a minha filha, né? E o menino tinha um histórico de violência, agrediu minha sobrinha quando era pequeno. Entregar nas mãos de Deus é o único conforto”, explicou ela ao falar sobre o assunto. 

Rosevânia ainda tem outro filho e ele é quem dado força para ela se manter de pé. “Fizeram até festa para ele. É bom para distrair a cabeça”, esclareceu ela em entrevista ao UOL publicada nesta quinta-feira, 10 de outubro e que gerou grande repercussão. A mãe da criança ainda diz que o irmão de Raíssa tem aproveitado as boas chances na escola e se esforçado bastante.

FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.