in

Craque do Grêmio pode sair do clube em 2020; Renato Gaúcho revelaria possibilidade nos bastidores

Flickr Oficial do Grêmio

Everton Cebolinha está em destaque na mídia esportiva do país e não sai da boca dos torcedores, por conta de suas brilhantes atuações pelo Grêmio e Seleção Brasileira, pela qual foi peça importante para a conquista da Copa América; além de ser uma das chaves para o elenco de Renato Gaúcho nesta fase final da Libertadores.

Nos últimos dias, Romildo Bolzan Junior deu a canetada final: o jogador tem vínculo contratual com o Tricolor Imortal até 2023, com super valorização salarial, chegando ao patamar de R$ 700 mil/mensais, além de uma rescisão de contrato cravada em R$ 536 milhões (mais de meio bilhão, para causar ainda mais espanto ao torcedor).

Publicidade

Entretanto, contrato assinado não é sinônimo de laços eternos. Vários clubes europeus estão de olho em Everton Cebolinha, sobretudo após a exposição por conta da competição continental entre as Seleções da América do Sul, e por pouco não foi negociado ainda na última janela de transferências.

Jorge Nicola, comentarista e colunista esportivo, diz ter obtido informações dos bastidores do Grêmio, e a notícia não é nada animadora para o torcedor. Renato Portaluppi estaria comentando com amigos mais próximos e membros da comissão técnica que há forte possibilidade de Cebolinha ser negociado na próxima janela de transferências, em janeiro de 2020. Diante da possibilidade, o comandante estaria sob o temor de perder uma de suas principais peças.

Publicidade

Com a atualização dos vencimentos salariais de Everton, ele se junta a Pedro Geromel, Diego Tardelli, Luan e Kannemann como um dos jogadores mais bem pagos do Grêmio.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.

Tragédia em MG: casa desaba, morte é confirmada e imagens dos escombros são impactantes

Ludmilla faz revelação sobre a música ‘Onda Diferente’ após polêmica no Rock in Rio