in

Caso Enzo: mãe fala sobre a morte do filho enquanto brincava com amigos e emociona

Arquivo pessoal Marilda Bonilha
Publicidade

A morte do adolescente Enzo Bonilha, de 14 anos, completa dez dias nesta segunda-feira (7). Só agora a mãe do garoto conseguiu falar sobre a tragédia que abalou toda a família.

No dia 27 de setembro, por volta das 21h, Enzo brincava com amigos na quadra de esportes do condomínio onde morava, localizado em Jundiaí, interior de São Paulo. O adolescente de 14 anos jogava basquete pelo time sub-14 da cidade.

Enzo passou mal, chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), mas não resistiu ao problema de saúde e acabou morrendo.

Publicidade

Laudo pericial divulgado na sexta-feira (4) confirmou que ele sofreu falência respiratória. As possíveis causas da morte são, ao menos, três: esforço físico na prática do esporte, edema agudo nos pulmões e asma brônquica.

Publicidade

De acordo com a mãe, a família ainda busca explicações para o ocorrido e diz não entender o porquê da morte do filho. Segundo Marilda Bonilha, o filho tinha asma em grau leve.

“O esporte foi uma recomendação do médico e a bombinha era indicada antes das atividades ou em crises, apenas”, comentou Marilda. O laudo oficial com a causa da parada cardíaca que matou Enzo será divulgada entre 90 e 120 dias.

Saber a causa da morte do filho não vai aliviar a dor, mas servirá para que ela encontre a resposta do que levou o adolescente de 14 anos à morte.

A mulher que sua vida prossegue por causa do filho mais novo, de 10 anos. Sem ele, ela diz não saber como estaria. “Eu preciso continuar por ele”, afirmou a mãe, em meio a dor da perda precoce do filho mais velho.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br