in

Japão aprova cruzamento genético entre animais e humanos

Foto: Science Photo Library / AFP Photo / Arquivo.
Publicidade

O Japão vem se aprimorando no estudo da união entre embriões humanos com de animais. No futuro, os pesquisadores japoneses pretendem criar germens heterogêneos visando desenvolver órgãos humanos para o transplante.

O projeto foi aprovado pelo Ministério da Ciência do Japão, na ocasião, o responsável o cientista Hiromitsu Nakauchi, da Universidade de Tóquio, será o responsável pela pesquisa. Durante o projeto, Hiromitsu pretende desenvolver células troncos em ratos e suínos.

O material também deverá ser introduzido em outros animais. A partir do estudo, o cientista pretende cultivar órgãos humanos que poderão ser utilizados em transplantes. No início do ano, o governo japonês suspendeu a medida que proibia a utilização do estudo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

A determinação também aprovou a liberação da técnica de transplantar órgãos desenvolvidos em cobaias para outros animais. Atualmente, este tipo de pesquisa vem sendo adotado em inúmeros países. Entretanto segundo os pesquisadores, nenhum embrião chegou a crescer até o seu surgimento.

A pesquisa liberada pelo governo japonês tornou-se alvo de críticas por parte especialistas no assunto. Muitos acreditam que o estudo poderá resultar em efeitos inesperados caso algumas das células humanas sejam transferidas para o cérebro dos animais.

Segundo Nakauchi, em entrevista a revista Nature, o pesquisador explicou que o estudo tem como objetivo principal modificar apenas os órgãos que ele pretende criar no gérmen animal. Há dois anos, Hiromitsu afirma que ajudou um camundongo a se curar do diabetes depois que ele desenvolveu um pâncreas usando esta técnica. Na ocasião, o novo órgão foi transplantado para animal doente que foi curado da doença.

Publicidade
Publicidade