in

A pressão alta é grave e pode afetar coração, cérebro e rins; veja 6 sinais de alerta

Divulgação/Uol

A pressão alta é considerada um dos grandes fatores de risco para doenças graves, entre elas o AVC – Acidente Vascular Cerebral e o infarto. Ambas podem provocar danos graves ao corpo ou até mesmo levar à morte do indivíduo. Infelizmente, os hábitos da modernidade têm elevado o número de pessoas que sofrem com essa doença.

No Brasil, um a cada quatro sofre com pressão alta, também chamada de hipertensão arterial. Após os 60 anos de idade, essa proporção sofre um aumento de aproximadamente 50%. A enfermidade de caráter crônico é a provável causa de cerca de 80% dos casos de derrame cerebral e tem ralação com 40% dos casos de infarto.

Publicidade

Os dados são assustadores, pois no país esses eventos cardiovasculares são as principais causas de morte. Além do AVC e do infarto, a pressão alta também tem relação com cerca de 25% dos casos de insuficiência renal terminal. Para quem não sabe, a pressão alta e a diabetes são as enfermidades que mais levam pessoas a necessitar de hemodiálise.

O especialista no assunto, o médico cardiologista Fernando Costa, disse que muitas mortes seriam evitadas se a doença fosse diagnosticada e tratada da maneira adequada. O grande problema da hipertensão arterial é que a doença pode não apresentar sintomas. Isso quer dizer que uma pessoa pode estar com sua pressão alta, mas em muitos casos ela sequer tem conhecimento do problema.

Publicidade

Por causa disso, o diagnóstico pode demorar ou paciente tratado acredita que está bem e acaba se descuidando no controle da enfermidade. O fato é que a pressão elevada pode provocar danos irreversíveis nas artérias. Apesar de serem raros, existem alguns sinais que do corpo que indicam o aumento da pressão.

Entre eles estão sintomas como dor de cabeça (geralmente na região da nuca), zumbido no ouvido, visão embaçada, tontura, sangramento no nariz e fraqueza. Esses são alguns sintomas que podem ser indícios da hipertensão. Por isso, caso sinta alguns desses sintomas é indicado procurar a ajuda de um profissional, pois somente ele pode fechar um diagnóstico e passar o tratamento correto.

Publicidade

Leia Também

Gabigol dá cantada em influencer digital, mas namorado manda recado: ‘aqui não tem gol’

Mulher contrai bactéria comedora de carne após cesária e luta pela vida