in

Diego se infiltra na torcida no Maracanã disfarçado de urubu: ‘Me tornei mais flamenguista’

YouTube/Barbaridade

Flamengo e São Paulo se enfrentaram no último sábado no estádio do Maracanã pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar de ser um jogo com muita tensão, marcado por várias polêmicas, ninguém conseguiu balançar as redes resultando em um empate magro em 0 a 0.

Apesar disso, no meio da torcida do Flamengo, um torcedor pra lá de ilustre resolveu acompanhar o jogo. Diego Ribas, que atualmente segue tratando de uma lesão, foi até o Maracanã e se infiltrou no meio da torcida fantasiado de urubu, e acabou passando totalmente despercebido pelos torcedores.

Publicidade

No meio da massa rubro-negra, o jogador foi mais um dos 50 mil torcedores que foram até o Maracanã prestigiar o time do Flamengo. O atleta que fraturou o tornozelo ficou completamente apaixonado com toda a atmosfera protagonizada pela torcida do Mengão.

Diego Ribas fala sobre a experiência

Depois da partida, Diego falou da sua experiência inédita. Em tom de brincadeira, ele disse que a vida de urubu é muito cansativa, mas descreveu o momento como muito divertido. Estar no meio da torcida foi algo inédito para ele, além de ser algo muito especial. Ele destacou a visão do jogo por um outro ângulo, bem como a sensação da atmosfera da torcida que ele nunca havia sentido antes: “Me tornei mais flamenguista”, disse Diego.

Publicidade

Apelidos dos jogadores

No meio da festa, o jogador descobriu alguns dos apelidos dados pelos torcedores para os seus companheiros de equipe. O lateral-esquerdo Filipe Luís, por conta de sua cabeleira, é chamado de Tarzan. O zagueiro Rhodolfo, por sua vez, é o Frankstein.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.

Renato Gaúcho critica atuação de Luan no Grêmio: ‘ser aquele Luan de 2017 vai ser difícil’

Gabigol dá cantada em influencer digital, mas namorado manda recado: ‘aqui não tem gol’