in

Caso Aline: suspeito teria ido a velório e o que faz com o corpo da jovem é assustador

Foto/Reprodução: G1
Publicidade

A morte da jovem Aline Silva Dantas, de 19 anos, acabou surpreendendo todo o país. Ela saiu de casa para comprar fraldas, na região de Alumínio, no estado de São Paulo, mas nunca mais voltou. Heronildo Martins de Vasconcelos, de 45 anos, foi preso acusado de ter cometido o crime. A polícia cruzou o material genético dele com o encontrado no corpo da vítima. O exame comprovou que seria Heronildo quem abusou e, mais tarde, matou a jovem. 

O homem, além de ter matado a jovem, teria planejado cometer outro crime envolvendo Aline, como mostra uma matéria publicada pelo portal de notícias G1 nesta sexta-feira, 4 de outubro. Ele teria roubado uma garrafa de álcool de um velório e voltado ao local do crime, na tentativa de queimar o corpo de Aline. 

O objetivo do homem acabou sendo parcialmente cumprido, já que o corpo da jovem estava parcialmente queimado quando foi encontrado. Assim, é bem provável que ele acreditasse que poderia acabar com algum tipo de prova contra ele. Esse objetivo, no entanto, não foi alcançado, já que ele foi descoberto.  

Publicidade

A jovem Aline Dantas foi encontrada morta três dias depois de desaparecer quando saiu de casa para comprar fraldas para a filha, de um ano. O corpo da jovem estava em uma área de mata e parcialmente queimado sob troncos de árvore. O caso teve grande repercussão nacional. A polícia fez um trabalho investigativo longo, cruzando provas, antes de prender Heronildo. 

Publicidade

Nesta semana, o homem acabou virando assunto também, após cuspir em um repórter da TV Bandeirantes. Após levar o cuspe, a profissional deu microfonadas no criminoso. 

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Fernando B

Escrito por Fernando B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.