in

Homem abraça assassina de seu irmão em tribunal; cena emociona juíza

Fotomontagem: Bruno Avila / Reprodução: G1
Publicidade

Um caso que aconteceu em setembro do ano passado repercutiu muito no Estados Unidos da América. Em Dallas, no Texas, a ex-policial Amber Guyguer confundiu os apartamentos e entrou na propriedade de seu vizinho, Botham Jean.

Ao entrar no apartamento, a ex-policial se assustou e atirou contra quem ela achou que era um invasor. Depois de um ano, a ex-policial recebeu sentença de 10 anos de prisão.

No tribunal, uma cena emocionou até mesmo a juíza e uma sequência de abraços foi distribuída.

Publicidade

Abraços

O irmão mais novo de Botham pediu à juíza, pensando que o pedido seria rejeitado, para abraçar a assassina de seu irmão. Brandt fez tal ato após perceber que a moça ficou muito abalada com sua sentença.

Publicidade

Eu te amo como pessoa. Não desejo nada de ruim para você“, disse Brandt, que logo depois fez a pergunta para juíza: “Não sei se isso é possível, mas posso dar um abraço nela?

Emocionou a juíza

Autora da sentença, a juíza Tammy Kemp também abraçou a ex-policial, posteriormente ela foi levada para prisão.

Críticas a sentença

Muitos criticaram que um júri formado, em sua grande maioria, por mulheres e pessoas negras, poderia ter dado uma pena maior para a ex-policial, como uma prisão perpétua.

O caso repercutiu muito no Estados Unidos por conta de um debate entorno do racismo cultural. Promotores pediram para que a sentença fosse de 28 anos, a mesma idade que Botham Jean teria caso estivesse vivo.

Sem justiça, sem paz“, gritaram ativistas que estavam presentes do lado de fora do tribunal, aguardando uma grande condenação.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Bruno Avila

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com