Corinthians quer vender Pedrinho a clube da Europa; transação pode ser em janeiro

Leia também

Coronavírus: casamentos pela internet já é realidade no Brasil e até a festa é virtual

Vários cartórios já começaram a realizar casamentos pela internet e se torna uma saída para muitos casais.

Coronavírus: Brasil tem mais de 20 mil mortes, supera 300 mil casos e clima é de medo

A Covid-19 segue fazendo vítimas por todo o país e os hospitais travam uma batalha contra a doença.

Em tempo de pandemia, estes são os perigos de andar descalço em casa

Alguns cuidados são necessários, pois apesar de parecer inofensivo pode trazer problemas.

Estado de Márcio Garcia é divulgado; apresentador sofreu acidente e passou por cirurgia

O apresentador fez uma publicação agradecendo os fãs pelo apoio neste momento.
Publicidade

Atualmente o jogador Pedrinho está sendo considerado uma das grandes estrelas do Corinthians. Aos 17 anos de idade, o meia tem feito sucesso em campo e entre a torcida. Apesar disso, o clube paulista não está descartando a opção de vendê-lo em breve.

De acordo com informações do De Primeira, a diretoria do Corinthians está pretendendo fazer a venda de Pedrinho, que pode acontecer em janeiro do ano que vem. A equipe gestora ainda não revelou se pretende contratar outro jogador para ficar no lugar da estrela, caso seja de fato realocado.

Publicidade
Publicidade

Segundo o site UOL, Pedrinho, que está no time paulista desde 2013, deverá ser comprado por um clube da Europa, que ainda não foi definido. Até o momento, o clube paulista não informou qual será o valor para a transição do meia.

Publicidade

Caso o Corinthians não consiga realizar a negociação, o contrato de Pedrinho, que está em vigor até o final de dezembro, deverá ser renovado. A venda do jogador, ainda segundo o UOL, seria para ajudar nas finanças do time, que está passando por um mal momento financeiro devido às dívidas que precisou fazer para conseguir construir sua arena.

Publicidade

O clube paulista está devendo à Caixa Econônica Federal cerca de R$ 536 milhões, dinheiro que foi utilizado para construir a Arena Itaquera, situada em São Paulo. O Corinthians busca acertar uma maneira acessível para quitar a dívida.

No último dia 23, o banco solicitou o bloqueio das contas pertencentes à Arena Corinthians, já que o clube não esclareceu como irá negociar o débito milionário.