in

Pais do menino que matou Raíssa tiveram reação inesperada na delegacia

Fotomontagem: Bruno Avila / Reprodução: TV Globo
Publicidade

O delegado Maturano tem sido o responsável pela investigação do caso Raíssa. A Polícia Civil da cidade de São Paulo vem fazendo novas descobertas e tentando achar motivos para que o garoto de apenas 12 anos cometesse este crime bárbaro.

Segundo o delegado, ele se surpreendeu com a reação do pai e da mãe do menino ao chegarem na delegacia. Vale ressaltar que o crime foi cometido no Parque Anhanguera e o menino teria saído para andar com a garota sem que ninguém percebesse.

Um cabeleireiro da região afirmou que, inclusive, tinha dó do garoto, que não tinha dinheiro para pagar um corte de cabelo. O mesmo relembrou quando cortou o cabelo do menino sem cobrar.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Pais do menino

O delegado revelou que se impressionou com uma reação inesperada do pai e da mãe do jovem. Segundo ele, ambos estavam muito chocados com a situação e mostraram uma grande preocupação com o caso. O delegado classificou a atitude da mãe do menino como exemplar ao levar o filho na delegacia.

Reação do menino

Segundo o delegado Maturano, a reação do garoto já foi muito diferente do que as dos pais. O jovem teria sido ‘frio’ em suas respostas e não teria demonstrado emoções em seu depoimento.

O garoto de apenas 12 anos confessou que cometeu o crime sozinho. Os vizinhos estão impressionados, pois o jovem havia conquistado a amizade de Raíssa, uma menina autista que dificilmente se ‘entregava’ para outras crianças.

A mãe da jovem menina está muito abalada e inconformada com o que aconteceu, pois conta que confiava muito no jovem que frequentava a sua casa.

Publicidade
Publicidade
Bruno Avila

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: [email protected]