in

Caso Rafael Miguel: após meses, polícia toma atitude e pode levar à reviravolta no crime

Foto/Reprodução: UOL
Publicidade

Um dos casos que mais marcaram o país nesse ano foi o assassinato do ator Rafael Miguel, conhecido por ter feito um comercial em que dizia que queria brócolis, além das novelas, como Chiquititas, do SBT. Para a polícia, o ator Rafael Miguel teria sido morto por Paulo Cupertino, pai da namorado do artista. Além dele, os pais do profissional da dramaturgia, João e Miriam, também foram assassinados. 

O crime, no entanto, pode ter uma reviravolta, como mostra uma matéria publicada pelo portal de notícias UOL em matéria publicada nesta terça-feira, 1 de setembro. Isso porque, meses após o assassinato da família, os policiais enfim vão fazer uma reconstituição do crime. Ela será realizada hoje, mas tem um porém: o principal acusado das mortes, Paulo Cupertino, continua foragido. 

Segundo depoimentos, Rafael e sua família foram até à casa da namorado do ator, Isabela Tibcherani Matias, de 18 anos. O objetivo deles era tentar fazer com que Paulo esmorecesse seu coração e deixasse o casal ter uma relação. Até então, os dois tinham uma espécie de amor às escondidas, já que o pai de Isabela não aceitava o relacionamento. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Ao ver o menino com os pais em sua porta, Paulo pegou uma arma e teria desferido vários tiros. Nenhum dos três sobreviveu e o homem fugiu imediatamente. Acredita-se até que ele esteja foragido fora do Brasil. 

“É um ato importante, que vai apontar como o crime foi cometido, onde estavam as vítimas, o acusado e cada uma das testemunhas naquela tarde”, explicou o advogado de Isabela, Elinton Lima dos Santos. Ainda não se sabe se a namorada de Rafael e a mãe dela, que viram a cena do crime, vão estar participando dessa importante reconstituição.

Publicidade
Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.